Notícias

07-12-2019 Banana colada à parede é vendida por 108 mil euros nos Estados Unidos

Uma banana, colada à parede com fita-cola, foi vendida na Art Basel Miami Beach, por mais de 100 mil euros. E, de acordo com a galeria responsável pela obra, duas das três edições foram já vendidas, sendo que a terceira poderá ser ainda mais cara.

O trabalho, da autoria de Maurizio Cattelon, foi apresentado na quarta-feira, por Perrotin, uma galeria de arte contemporânea fundada em Paris, explica a CNN.

Denominada de "Comedian"- "Comediante" em português -, o trabalho artístico consiste numa banana comprada num supermercado de Miami presa por um pedaço de fita-cola. De acordo com a galeria, há três exemplares da obra.

Antes do anúncio da primeira venda, o fundador da galeria, Emmanuel Perrotin, disse à CNN que as bananas são "um símbolo do comércio global e um dispositivo clássico de humor", acrescentado que o artista conseguiu transformar um objeto mundano num "veículo de deleite e crítica".

Segundo um comunicado da galeria, o artista teve a ideia há cerca de um ano. Na altura, Maurizio estava a pensar numa escultura com a forma de uma banana. De cada vez que viajava, comprava uma e pendurava-a no quarto do hotel para se inspirar. Ao longo dos últimos meses, fez vários modelos, incluindo em bronze, mas acabou por decidir-se pela original: um banana comprada num supermercado.

Artista que desafia as normas

Esta não é, porém, a primeira vez que uma obra de Maurizio faz notícia. Em setembro, uma sanita de 18 quilates de ouro foi roubada da casa onde o antigo primeiro-ministro britânico Winston Churchill nasceu. O roubo aconteceu no palácio de Blenheim em Oxfordshire, na Inglaterra. Cinco pessoas foram detidas, mas a sanita ainda não apareceu. A obra é da autoria do italiano de 59 anos e esteve em exibição no Guggenheim, em Nova Iorque

Em 2016, uma estátua de Hitler foi arrematada por 17,2 milhões de dólares (cerca de 15 milhões de euros) num leilão em Nova Iorque. Na obra que causou polémica, Hitler surge representado do tamanho de uma criança, de joelhos, com as mãos entrelaçadas, dando a ideia de que se encontra a rezar.

Fonte: JBJ-News
Voltar
Deixe Seu Comentário