Notícias

07-08-2017 Chapecoense e Barcelona se enfrentam nesta segunda-feira (07)

Uma festa que se sobressai em relação a disputa de um troféu. Chapecoense e Barcelona se enfrentam nesta segunda-feira, às 15h30 (de Brasília), no Camp Nou, pelo Joan Gamper, em duelo batizado pelos brasileiros de celebração da vida. Oito meses após sobreviver ao acidente aéreo que tirou a vida de 71 pessoas em Medellín, Alan Ruschel volta aos gramados e monopoliza as atenções na Catalunha. Para os culés, a partida tradicionalmente marca a abertura da temporada. Agora, sem Neymar.

A Chapecoense terá o elenco completo na Espanha apenas poucas horas antes de a bola rolar no Camp Nou. O próprio Vinícius Eutrópio chegará em cima da hora, com a delegação que perdeu para o Coritiba, no Couto Pereira.

Com isso, a escalação é um mistério, mas com base nos 15 jogadores que chegaram sábado à Catalunha é possível prever um Verdão com apenas dois titulares: Apodi e Reinaldo. Já Alan Ruschel, será titular, capitão e atuará no meio-campo.

Barcelona - Há vida sem Neymar

O duelo com a Chapecoense será o segundo do Barcelona depois do fim do trio MSN. Com a saída de Neymar para o PSG, o clube ainda busca no mercado um substituto à altura, mas tem várias opções no elenco para colocar em campo ao lado de Messi e Suarez. Paco Alcácer, Deulofeu, André Gomes, Arda Turan e Denis Suárez são algumas das opções de Enerson Valverde. Do banco, Rafinha, Marlon e Douglas são os brasileiros que lado catalão do duelo.

Alan Ruschel - Um dia de estrela

É inevitável. Mesmo com tantas estrelas do lado do Barcelona, os holofotes da noite de segunda-feira na Catalunha estarão voltados para Alan Ruschel. Foram 252 dias de sofrimento, angústia e sacrifícios até voltar ao futebol. Antes de a bola rolar, o lateral terá a companhia de Follmann e Neto em homenagem aos sobreviventes no gramado. A expectativa é de que a volta dure de 35 a 40 minutos, sendo substituído antes do intervalo para ser ovacionado.

Joan Gamper - Histórico de brasileiros

Será a 11ª vez que um brasileiro disputará o troféu a convite do Barcelona e o histórico não é dos melhores. Apenas o Internacional, em 1982, foi campeão, ao bater o Manchester City na decisão, em uma época que a disputa contava com quatro clubes. Flamengo, Vasco, Botafogo e Santos também já tiveram a oportunidade de representar o país no Camp Nou. Na lembrança mais recente, o Peixe foi goleado por 8 a 0, em 2013, em amistoso que fez parte da vende de Neymar para os Culés.

Fonte: JBJ
Voltar
Deixe Seu Comentário