Notícias

11-06-2019 Dia da Marinha Brasileira, 11 de junho

Neste dia 11 de junho, dia da Marinha do Brasil, vamos contar um pouco sobre o passado e os feitos históricos e atuais da Marinha Brasileira, que é a maior da América Latina e a segunda maior de todas as américas.

Início

Pouca gente sabe, mas a Marinha surgiu praticamente junto com o Brasil. Muitos países se interessaram pelas riquezas que a nova terra oferecia, e por isso almejavam invadir o território. Eles chegavam pelo mar, e então, desde muito cedo, surgiu a necessidade de haver um sistema que pudesse garantir a proteção da costa contra invasores.

No processo da independência brasileira, os portugueses — que eram grandes conhecedores da área naval e referência para outros países — exerciam resistência em regiões como a Bahia, Maranhão e Pará. Foi preciso dominar o litoral para garantir vantagem ao território brasileiro e colocar as províncias sob domínio nacional.


Marcos históricos

A história da Marinha Brasileira é repleta de conquistas e feitos importantes. Ela esteve presente na Guerra da Cisplatina com grande frota — apesar de a luta ter sido perdida, o que ocasionou que o Uruguai se tornasse um país independente do Brasil. Na famosa Guerra do Paraguai, a defesa naval teve extrema importância para a vitória da Tríplice Aliança, da qual o Brasil fazia parte.

Os marinheiros foram protagonistas da Revolta da Chibata, em 1910. Cerca de 2400 marinheiros se rebelaram contra os castigos físicos que sofriam, que incluíam chibatadas, razão pela qual o episódio ficou conhecido por esse nome. Os rebeldes foram presos e eventualmente absolvidos após enfrentar julgamento. Isso marcou a Marinha, pois mostrou não só a força dos marinheiros, mas também um lado da organização que poucos conheciam.

O Brasil esteve presente nas duas Grandes Guerras Mundiais, porém com presença naval pouco expressiva. Na Primeira Guerra Mundial, a maior ação da Marinha foi o envio de forças para a região africana. Já na Segunda, os navios brasileiros contavam com poucos recursos e por isso sofreram ataques dos alemães.


Grandes nomes da Marinha

Muitos foram os nomes de destaque na história da Marinha, mas podemos destacar três:

Almirante de Tamandaré

Por tradição, é o patrono da Marinha e representa a História Naval Brasileira. Ele iniciou os trabalhos na instituição com dezesseis anos de idade e esteve presente na Guerra da Independência na Bahia, onde combateu os portugueses em 1823.  

João Cândido Felisberto

Marinheiro da primeira classe, filho de escravo, João Cândido entrou para a Marinha aos quinze anos e ficou conhecido como “Almirante Negro”. Comandou a Revolta das Chibatas e esteve envolvido com política durante toda a sua vida.

Almirante Barroso

Conduziu o Brasil na vitória da Batalha de Riachuelo, em 1865, sendo homenageado desde então.


Feitos atuais

A missão dessa instituição é proteger toda área do litoral brasileiro. Depois da recente descoberta de reservas de petróleo, o Governo Federal lançou um programa de reaparelhamento da Marinha.

Além de navios, embarcações e o Corpo de Fuzileiros Navais, a Marinha também conta com o Grupamento de Mergulhadores de Combate (Grumec), que é subordinado do Comando da Força de Submarinos.

Hoje, bem equipada, no que tange à qualidade, a Marinha desempenha o papel reservado do Poder Naval em tempo de paz, funcionando como elemento dissuasor ao estabelecer um custo elevado a eventuais opções militares de adversários em potencial, respaldando a ação política do governo no campo das relações internacionais e mantendo-se atualizada, pronta a se expandir quando necessário.

A principal missão da Marinha é proteger a pátria. Em períodos de paz, a Marinha atua como guarda costeira, protegendo o litoral brasileiro de possíveis invasões.

Atualmente, o Brasil possui 16 portos principais e 4 grandes terminais, por onde circulam aproximadamente 26 mil navios por ano. Segundo dados de 2009, a Marinha tem 59, 6 mil militares em suas fileiras.

Marinha do Brasil

Os membros da Marinha ainda celebram o Dia do Marinheiro, comemorado anualmente em 13 de dezembro.



Voltar
Deixe Seu Comentário