Notícias

07-08-2017 Filha mata o pai a pauladas após agressões contra a família

A funcionária pública Tamires Menezes de Pinho, 23 anos, matou a pauladas o próprio pai, um pedreiro de 49 anos, durante uma briga em Praia Grande, no litoral de São Paulo, na noite de sábado (5). A jovem foi presa em flagrante por homicídio.

A Polícia Civil informou que João Francisco de Pinho procurou a filha, na casa dela, pois queria buscar o filho caçula, que estava na companhia da irmã. O menino estava com Tamires porque a mãe deles havia sido agredida por João um dia antes.

A filha não permitiu que o pai entrasse na casa e ele passou a ameacá-la com um facão. Segundo o G1, a garota foi defendida por outros dois irmãos, também filhos de João Francisco, que começaram a lutar com o pai.

Os três desarmaram o pedreiro que, em seguida, conseguiu aplicou um golpe de "gravata" no filho do meio, o marceneiro Fabrício Menezes Pinho, de 22 anos. Os dois caíram no chão e, em seguida, Tamires apareceu com um pedaço de madeira.

O delegado Alexandre Comin conta que a jovem golpeou a cabeça do pai ao menos seis vezes. João Francisco morreu no asfalto em frente à casa de Tamires e a filha acionou a Polícia Militar, via telefone 190, admitindo que havia matado o próprio pai.

A jovem foi detida em flagrante, junto com os irmãos. O delegado não entendeu que o crime poderia se enquadrar em legítima defesa. "Houve uma desproporção da indiciada com o que estava acontecendo. Mesmo após o irmão ser solto, ela continuou batendo no pai", afirmou Comin.

O corpo de João Francisco foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Praia Grande.

Como refere o G1, Tamires foi levada à cadeia pública feminina da região e os irmãos dela, envolvidos na briga, foram enquadrados como testemunhas do crime.

Fonte: JBJ
Voltar
Deixe Seu Comentário