Notícias

16-05-2017 MAIO AMARELO - Mais de 23 mil veículos trafegam pelas ruas de Palotina

O mês de maio está sendo marcado por uma intensa campanha de conscientização no trânsito, denominada Campanha Nacional Maio Amarelo, que marca a mobilização para a diminuição dos acidentes de trânsito. 
Para isso, o Detran (Departamento de Trânsito) do Paraná elaborou diversas ações educativas para conscientizar pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas, com palestras em escolas e universidades, blitz no trânsito com a distribuição de panfletos, passeatas entre outras ações. Em Palotina, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura fará ações nas escolas com palestras para orientar os alunos sobre o Maio Amarelo.
Para o chefe da Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) em Palotina, Ciro Kreutz, o elevado número de acidentes no trânsito de Palotina se deve na maioria das vezes ao desrespeito as normas de trânsito, o abuso de velocidade e a distração ao volante, como ao uso do celular ao dirigir. Mas para Ciro, no trânsito é preciso haver também respeito e bom senso, entre os motoristas e aos ciclistas, pedestres e motociclistas e também respeito às vagas destinadas aos deficientes e idosos. 
Ciro disse que o alto número de acidentes em Palotina preocupa a população, para Ciro a municipalização do trânsito é uma alternativa para conter o elevado número de acidentes, aplicando regras mais severas, enquanto isso não ocorre que prevaleça a educação de todos no trânsito.

FROTA DE VEÍCULOS EM PALOTINA
Segundo dados da Ciretran, Palotina conta atualmente com uma frota total de 23.376 veículos, sendo 11.049 carros, 1369 caminhões, 559 caminhão-trator, 2938 caminhonetes, 884 camionetas, 12 ciclo-motores, 63 micro-ônibus, 2940 motocicletas, 2051 motonetas, 168 ônibus, 422 reboques, 775 semi-reboques, 3 side-car, 8 trator-rodas, 8 triciclos e 127 utilitários.

ACIDENTES DE TRÂNSITO EM PALOTINA EM 2016
De acordo com um levantamento da Secretaria Municipal de Saúde, em 2016, 548 pacientes foram atendidos em acidentes de trânsito, com 10 mortes registradas. Foram 166 ciclistas, 182 com motos, 201 com automóveis e 34 atropelamentos.
A idade com maior número de acidentes é de 16 a 30 anos, somando 238 vítimas. O dia da semana que mais ocorreram acidentes foi o sábado, 118 registros, o horário com maior número de acidentes das 12 às 18h com 202 registros e a maioria homens, 361 casos, contra 187 mulheres.
DADOS DOS ACIDENTES DE JANEIRO E FEVEREIRO DE 2017
Em 2017, conforme dados da Secretaria Municipal de Saúde, foi realizado um levantamento dos meses de janeiro e fevereiro, sendo em janeiro, 7 ciclistas, 11 motociclistas, 12 com carros e nenhum atropelamento. Em fevereiro foram 6 ciclistas, 5 com motos, 12 com carros e nenhum atropelamento. A idade da maioria dos acidentes é de 16 a 30 anos, horários das 12 às 18h e o sábado foi o dia da semana com mais acidentes registrados.

Voltar
Deixe Seu Comentário